DestaquesSaúde

Primeira enfermeira a atender pacientes de oncologia em domicílio em Picos destaca necessidade de humanização

Lara Abreu. Foto: arquivo da entrevistada

Formada pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) – Campus Senador Helvídio Nunes de Barros de Picos, a enfermeira Lara Abreu, 24 anos, é a primeira enfermeira a atender em domicílio aqui na cidade pacientes que estão em tratamento contra o câncer. Especialista em Oncologia Multidisciplinar, ela frisa que esse trabalho é um “propósito de vida”. Além de todos os procedimentos caraterísticos do acompanhamento, ela declarou que procura centrar o atendimento no paciente e não na doença.

“Antes do câncer, existe uma pessoa com necessidades emocionais, com crenças, com família, amigos, vida social, religiosidade. Todos esses aspectos devem ser levados em conta para que o tratamento seja eficaz e, acima de tudo, não retire do paciente as possibilidades de viver bem e com qualidade”, declarou.

Ela informou que também trabalha junto a família do paciente, parte fundamental no tratamento para que todos estejam em “equilíbrio” na tomada de decisões. “A enfermagem oncológica entra com esse suporte na aplicação de escalas para dimensionar cansaço dos cuidadores, avaliação das principais necessidades e dificuldades na rotina estabelecida, orientações quanto aos cuidados no domicilio e na retirada de eventuais dúvidas sobre o caminhar do tratamento”, explicou.

Lara relata que o câncer ainda é um tabu para a maioria das pessoas, que temem até pronunciar o nome da doença. Uma vez que Picos – apesar do número de habitantes e de ser referência para dezenas de outros municípios -, não possui um centro voltado para o tratamento oncológico, os pacientes são obrigados a longas viagens para outras cidades em busca do acompanhamento.

“Foi com essa perspectiva que me tornei uma estudiosa na área, a fim de iniciar um trabalho de reversão dessa realidade em Picos e região. A atuação da enfermagem especializada no domicílio faz com que o paciente sinta-se mais seguro, protegido e confortável. Evita longas viagens, oferece suporte de qualidade e, em contato com a equipe multiprofissional que o acompanha na instituição de tratamento, estabelece um planejamento completo de cuidados”, declarou.

Lara informou que também trabalha com pacientes que sofrem de outras enfermidades. “Sim. Uma das modalidades do meu trabalho são os Cuidados Paliativos. O conceito de cuidados paliativos remete à oferta de qualidade de vida e bem estar para pacientes e familiares em situações que a medicina curativa não mais adentra. Esses cuidados não se limitam somente ao paciente oncológico, mas a qualquer outro que necessite ser assistido na ausência de cura da patologia que possui”, explicou.

Além de atender em domicílio, Lara também é enfermeira aconselhadora no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) de Picos. Ela salienta que devido a pandemia do coronavírus, todos os atendimentos realizados nas residências se dão mediante os cuidados e protocolos de segurança, preservando paciente, profissional e família.

Os pacientes e familiares podem entrar em contato com a enfermeira Lara através de ligação e/ou redes sociais: (89)99442-1193 (ligações e Whatsapp), instagram: @larabreuoncologia e email: [email protected].